Secagem de arroz em casca

Depois de secar o arroz com casca

Depois de terminadas as fases vegetativa e de reprodução, as culturas de arroz são aglomerados e grânulos bem formados que o pessoal de campo observa a humidade e anunciará em breve o ponto de partida para a colheita. Quando isso acontece, a fase de maturação acaba.

A cor dos clusters muda de verde claro para verde para amarelo ou verde claro. O teor de humidade dos grãos atingiu 30% de B.U. (Base úmida) e a partir daí as colheitadeiras são criadas.

Unidades de armazenamento Como vimos, a estrutura da produção de cereais com todos os meios necessários de recepção, processamento, manipulação, armazenamento, tratamentos fitossanitários, aeração, termometria e

A unidade de armazenamento deve estar pronta para receber nova colheita, o que funciona bem, a equipe pode aceitar e manipular novos olhos da área de produção. O produto em questão é o arroz com casca. É importante notar aqui que a operação mais importante na Unidade de Armazenamento é a compra, uma vez que a aposta certa fornece o produto completo com total fidelidade e garantia de qualidade.

O laboratório interno de produção de cereais para cada veículo (veículo) lista e identifica-os primeiro, verificando o teor de umidade ou o teor de umidade e o teor de umidade. Posteriormente, essas amostras são secas em laboratório, classificadas quanto ao rendimento, a renda de cada carga, a área de produção e o produtor. As cargas são enviadas para os recipientes de grãos selecionados que são aceitos pelo tipo de arroz identificado no laboratório interno de produção de cereais. Exemplo: Recebendo Moega 3 e 4 – Arroz tipo 2

Para entender melhor a secagem do arroz, deve-se saber que:

– Secagem a alta temperatura facilita maior ruptura de grãos, secagem em arroz (grãos inteiros e quebrados por cento). Trabalhar a baixas temperaturas durante a secagem evita que os grãos de arroz fiquem rachados ou rachados.

– Arroz com alto teor de umidade na (s) área (s) de produção (s) não deve (m) ser amadurecido em estado maduro no secador, o que ocorre na maioria das regiões brasileiras. Desta forma, a cor dos grãos, a modificação profunda da estrutura do amido, a morte do grão e a perda mais prejudicial do valor comercial, ou seja, o preço do arroz, mudam.

– O tempo de secagem é, portanto, muito maior

– Outro fator a considerar é o alto custo do arroz

Agora as unidades de armazenamento precisam ser preparadas e equipadas com células ou pulmões que tenham um sistema de aeração seco equipado com 0,5 a 1,0 m³ ar / min. toneladas de fluxo de ar.

Sabe-se que a aeração seca utilizada na colheita em Silos Pulmonares promove o seguinte:

– estabelecer condições que permitam o resfriamento dos pontos de aquecimento da massa do grão, padronizando essa massa;

– manutenção da qualidade pela remoção de odores da atividade biológica de microrganismos

– impedindo a formação de focos de fermentação e insetos;

Também é bem conhecido que todos aqueles que trabalham com o tanque de armazenamento de grãos podem suportar a alta umidade do arroz moído com quatro olhos, sem comprometer sua qualidade, para uma secagem mais segura; (96 horas) sob condies de arejamento seco sem iniciar o processo de degradao, isto a uma temperatura mia de 30.

Com base no conhecimento dos critérios de perda de grãos, o arroz triturado e o teor de umidade da faixa 30% BU podem ser submetidos a secagem rápida em um secador com temperatura máxima de 45-50 ° C, reduzindo seu teor de umidade para manter essa massa por mais tempo até a secagem total da massa

O peso do cereal é arar o arroz com casca após a primeira secagem com os silos de armazenamento montados nas células ou ventilação, 0,3-0,6 m³ ar / min. toneladas de fluxo de ar que permitem uma vida útil mais longa do que o sistema múltiplo gateway produzido pela máquina de secar, sugerindo treinamento, ou seja, períodos de descanso após passar pelo secador, a fim de permitir a exaustão da umidade interna na superfície do cereal durante a aeração, libere essa umidade na atmosfera. Assim:

– O tempo real de secagem diminui, aumenta o número de voos,

– O consumo de combustível diminui quando o tempo de descanso aumenta,

fluxo de ar; – ou

Nesta seção, o peso inicial do arroz nas camadas é estabelecido com as seguintes cargas:

Teor de umidade (inicial)

Secagem do arroz com casca

30% a 30% BU
Teor de poeira (inicial) ……………………………. 6-12%

As etapas do tratamento incluem: Recebimento em contêineres, transporte para pré-purificador, entrega para os pulmões. Finalmente, o seguinte resultado pode ser observado:

Teor de umidade (inicial) …………. 28-26% do teor total de umidade, BU
Teor de impurezas (inicial) …………. 1,5%

1. PASSAGEM DO SECADOR

Após enxertia em silos ou células pulmonares, a massa das partículas inicialmente corresponde às seguintes condições:

Conteúdo de umidade …………… 28-26% BU
O conteúdo da sujeira …………. 1,5%

Você sairá dos pulmões dessas células pulmonares, transportá-los para o secador / bombas, entrar em um circuito mais seco e então controlá-los com uma câmara de armazenamento (células 1 ), que são equipados com aeração e termômetros, são temporariamente ca. 15 dias, com os seguintes valores:

Conteúdo de umidade …………… 20-18% BU
Conteúdo de contaminantes …………. 1,5%

Nesta fase vale lembrar que é muito fácil, dependendo do pouco tempo que as partículas de arroz obtêm da umidade de sua pele, que é 28 Reduz o conteúdo para -26%. 20-18% de B.U. Ainda lembramos que a temperatura máxima do secador é entre 45 e 50 ° C.

Segunda Passagem do Secador

Ao final do período de 15 dias, armazenado na célula 1, deve-se retornar à secagem mecânica, levando em conta a redução média do teor de umidade devido à aeração, estabelecendo os seguintes valores:

……………. 20 – 18% BU
Teor das impurezas …………. 1,5%

Neste passo, o caminho do material cerealífero é sair da célula 1, entrando no secador no secador aos mesmos 45-50 ° C em uma nova célula de armazenamento (célula 2) com sistema de aeração e termômetro, mostrando:

Conteúdo de umidade … 16-15% BU
O conteúdo das impurezas …………. (19659003) Nesta etapa, ocorre a redução do teor de umidade do material de poliestireno (sílica) ou o conteúdo de impurezas resultantes da remoção de grãos grossos

aumentar o tempo de permanência da secagem do secador no aparelho, pois será mais difícil reduzir o teor de umidade para 20-18% em 16-15% BU

O tempo médio de armazenamento neste ponto dura de 30 a 45 dias com pellets médios de 23 ° C [19659003] Secagem Secagem

Secagem de arroz na casca faz com que o caminho mais simples e rápido através das asas de secagem, deixando uma secagem contínua deixando a massa das partículas nas 2 células. Os valores finais de umidade e sujeira:

Conteúdo de umidade ……… …… .13% BU
Conteúdo da sujeira …………. 1,0%

A passagem pelo secador é pequena e economiza muito combustível durante a secagem, embora seja mais difícil atingir 16% a 15% reduzir BU – 13% de B.U. Em seguida, o tamanho de partícula é atribuído, o que é levado à secura em uma célula de armazenamento final equipada com aeração e termômetro.

Observe que, em um silo ou armazém a granel, os equipamentos de ventilação e termômetro obrigatórios devem estar disponíveis em todas as células e as bombas de graneleiro devem ser armazenadas com segurança.

Cuidados pós-tratamento

Sabemos que o arroz é colhido no final de fevereiro / março, até meados de abril. Após estas operações, quando o material colhido é armazenado em 13% BU, este tamanho de partícula e aeração devem ser verificados diariamente para evitar a verificação da secura natural sob condições higroscópicas, perdendo esse peso para o teor de água nos cereais

Teor de umidade no arroz cevada, cerca de 11% na faixa em torno da BU

Nos meses de maio a setembro, os índices de umidade relativa baixa são realizados para facilitar a redução do teor de umidade dos grãos de arroz armazenados. Há necessidade de alarmes e vigilância do sistema de aeração para promover a troca de ar somente dentro das células.

Leave a Reply